Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

Por favor não me perguntem

diogo.jpg


Por favor não me perguntem,


O que é que eu quero ser,


Quando for grande e crescer!


Posso ser Advogado,


Médico ou Veterinário,


Posso ser um Vendedor,


Padeiro ou Agricultor,


Eu sei é que posso ser,


Tudo aquilo que eu quiser!


Também sei que vou estudar,


Ler e por mim pensar,


Para poder decidir,


Tudo aquilo que vou ser,


Quando for grande e crescer.


Mas agora eu sou menino,


E só sei que quero brincar,


Com o meu irmão João,


Longas horas sem parar!


@utor: Diogo, 7 anos

publicado por igara às 15:42
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 15:22
Estava a ver q tinha q apresentar reclamação por nao conseguir comentar aqui! Mau! Mas parece q o embargo foi levantado. hihihi Quero, mais uma vez deixar aqui registado que sou Fã incondicional do Diogo. E parabens krida, vale mesmo a pena ter filhos assim lindosssssssssssSoninha
(http://www.wupergoldenworld3.blogs.sapo.pt)
(mailto:costasonininha@iol.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2005 às 21:51
Por tudo o que li nestes comentarios, acho que pouco mais á acrescentar, porque realmente, e pelo que tenho lido aqui, os poemas que tu escreves e independentemente das escolhas que faças ao longo da tua vida e tens muito tempo até as teres que tomar é de poeta. Brinca muito com o teu mano até lá.
ferrugem
(http://ferrugem@sapo.pt)
(mailto:www.pensamentos da alma@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Novembro de 2005 às 10:37
Desculpa, mas não vou fazer comentario, apenas aproveitar isto para vos desejar tudo de bom, pois vou fazer ferias por tempo inderteminado.
Façam por serem felizes, e obrigado por tudo.
Herr ( h_sexy )Herr
</a>
(mailto:h_sexy@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Novembro de 2005 às 17:29
Diogo nunca deixes de ser a criança que existe em ti. Pela vida fora continua a brincar com o João, com os amigos e com a poesia. Tu já fizeste uma escolha, ser poeta. Não vou discutir se é boa ou má, porque é a tua escolha e isso é que é importante. Nunca percas essa força de quereres ser alguém, não importa o quê, todas as profissões são dignificantes se o quiseres. Desejo-te que mantenhas essa coragem e determinação para conquistares o teu lugar ao sol. Nunca desistas. Pinta o mundo á tua maneira, se for necessário vira-o do avesso......Tu vais desculpar-me mas eu tenho que o dizer: Igara Manuela p.f. não permitas que o Diogo se separe da poesia, mantém essa chama sempre acesa......... Diogo tudo de bom para ti e para os que amas.....:) Um beijo para ti e para o João e um forte abraço para o homem que já existe em ti......Mao
(http://RIMASPOEMASEBONECOS.BLOGS.SAPO.PT)
(mailto:MAO_SU_LEU@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Novembro de 2005 às 13:59
amamo-los, keremos o melhor p eles, mas tb temos q os deixar escolher,seguir os seus sonhos e qd chegar a hora deixa-los voar :) apenas deseja-mos q sejam felizes :) bjsPasso
(http://www.versus.sapo.blogs.pt)
(mailto:Passodianisto@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Novembro de 2005 às 08:55
Muito bonito o poema :-) Muita sorte para o teu futuro, mas agora sê feliz, sê criança, sorri iluminando assim a tua e as nossas vidas também. Joquinhas pra ti.jenny55
</a>
(mailto:jenny@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Novembro de 2005 às 15:25
Diogo, não te vou perguntar o que vais, ou queres, ser. Não sei o que vais ser, mas sei o que tu já és: Um poeta.Estou convencido que, independentemente do rumo que a tua vida levar, e peço a Deus que te reserve um futuro risonho e feliz, tu vais continuar a ser um poeta,; e dos bons tenho a certeza. Ah! Continua a fezer os teus belos poemas, mas não te esqueças nunca de continuar a brincar. És uma criança, e continua a sê-lo enquanto puderes.Um beijinho deste velhote que tem saudades de ser criança.Pinochio
(http://www.guilhermices.blogs.sapo.pt)
(mailto:pinochio@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2005 às 18:52
Vocês não acham que é bem verdade o ditado que diz que quem sai aos seus não degenera? Ora digam lá que não é...:-)))callanish
</a>
(mailto:ze_hemrique@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2005 às 16:17
Querido Diogo!... deves ser uma criança encantadora e extremamente feliz... acredito que pela força que a tua mãe te transmite, terás todas as condições para o seres.
Apenas te quero dizer, meu bem... tu serás aquilo que quiseres quando cresceres, mas não te esqueças nunca, de ser criança.
Porque no sorriso de uma criança está a transparência da alma...sorri eternamente.
P.S: Ahh!! s.f.f. de escrever mais vezes ....adorei o teu poema, és um fofo...mil beijo, não de borboleta como os da mãe... mas de uma feiticeira tonta q só te quer bem...A.Feiticeira
</a>
(mailto:A.Feiticeira@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2005 às 15:47
Meu filho, cada vez que leio este teu poema, não consigo evitar, que as lágrimas cheguem. Sei que és forte, e um filho lindo. Certamente que serás ser tudo o que quiseres, e nós como pais, seremos sempre parte da tua força para as tuas opções. E sabes que mais? Amo-vos tanto, que sei que por vocês serei sempre prisineira de Alma. Beijo de borboleta dos que se dão com com Amor, porque se sentem no coração! ::)))igara
(http://www.bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:igara@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds