Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006

"Silêncio da paixão"

beijo.jpg

 

Nesse momento ,

 

...em que os nossos sonhos ...

 

...se tornarão realidade...

 

 Desejo que o silêncio...

 

 ...sussurre mil palavras .

 

E dir-te-ei no silêncio de um beijo...

 

...envoltos num abraço...

 

...o quanto te quero!

 

Que nesse momento...

 

...fale apenas o êxtase dos nossos corpos...

 

... o brilho dos nossos olhos.

 

E que no silêncio da paixão...

 

...perdidos na fusão...

 

...desse desejo que nos une...

 

 ...consiga ouvir-te dizer:

 

“Fazes-me Feliz !”

 

@utora: Cassiopeia
publicado por igara às 10:31
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 10:11
Sonhei o teu corpo

Como o pintor

Sonha a sua tela:

De formas doces

Ternamente delineadas

A necessitarem de amor.



Descobri o teu pensamento

Na minha boca

E senti que ela ficou louca

Por te beber.
Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 14:11
Obrigada Igarita por teres publicado as minhas 'palavras' :)
Um honra mesmo...
BeijoCass
</a>
(mailto:karen_k84@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2006 às 17:49
Que num beijo, por muito ardente que seja, ou que num abraço apaixonado possa existir silêncio, é perfeitamente possível, e é até muito desejável.
Que no extase e na fusão dos corpos esse silêncio se mantenha já me parece mais difícil, improvável mesmo. Porque se persistir o silêncio, quase de certeza que também não existirá o extase.
Estou a recordar uma afirmação que uma senhora me fez há já muitos anos, ao aperceber-se da minha predilecção pelas suecas. Disse-me ela: Olhe que é um engano. Eu tenho uma nora sueca. Sabe que elas até comem maçãs? E ramatou com ar malandro: Está a perceber o que quero dizer. Claro que percebi perfeitamente. Pinochiop
(http://guilhermices.blogs.sapo.pt)
(mailto:pinochio@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 14:58
e palavras para que? para nada está tudo dito... gostei muito dos silencios ardentes que escreveste no teu texto... descrevem na perfeição o silencio do amor e da paixão que pode acontecer entre dois seres... apesar de sabermos que no calor da emoção a coisa por vezes perde o silencio e passa-se aos risos, gargalhadas, gritos e outras coisas mais... ahahahaha (desclpa este meu devaneio meio louco, mas sou um brincalhão por natureza, espero k n me leves a mal)... sou sincero quando digo que gostei muito do que escreveste, está muito bem conseguido, os meus mais sinceros parabéns...palavradehonra
</a>
(mailto:palavradehonra@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 10:37
É no silencio dos afagos e das entregas, que se sente que a entrega terá sempre o sabor a felicidade. Adorei o teu texto Cassinha e foi com muito prazer que o coloquei aqui neste nosso espacinho.Muitos beijos para ti, e abracinhos sem fim :: )))igara
(http://www.bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:igara@sapo.pt)


De renata a 25 de Março de 2007 às 06:00
achei linda essa foto, e mais ainda o texto..parabéns pela junçao de coisas tão belas...
^^

poderia me dizer onde arrumou essa foto??
beijos enormes
[rena_cristina@yahoo.com.br]


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds