Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005

VOLTA

sus.jpg


Volta...


Eu sei que vais voltar...


Sei que é só uma questão de tempo


Vais começar a sentir a ausência...


A Ausência


Do meu cheiro,


Do meu gosto,


Dos meus beijos,


Do meu calor,


Da nossa paixão...


Vais tentar conquistar tudo isso noutros corpos,


Noutros lábios...em vão!


Porquê?!


Porque eu vou estar lá, em espírito, a pairar nos teus pensamentos...


E por muito boas que sejam as tuas amantes, no fim, só vai ficar o sabor do vazio...


Porquê?!


Porque é a mim que tu Amas!


E só quando tiveres consciência que essa tua busca de mim só irá terminar quando me reencontrares,


Despirás esse teu fato de cobardia e orgulho e tomarás o caminho até mim... 


 

publicado por igara às 11:35
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Novembro de 2005

SONETO DA FIDELIDADE

Vem.jpg

 

De tudo, meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

 

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento.

 

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

 

Eu possa me dizer do amor ( que tive ) :

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure.

 

Vinícius de Morais
publicado por igara às 13:43
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

A minha Luz

anjinhos1.jpg



A minha Luz


 


Chamavas,


Com voz rouca e hesitante,


Eras o som que me acalmava


Fresco, quente, excitante.


Chamavas,


Sussurrando os mais leves tons de cor,


A tela do coração pintavas,


Apagando a cor da dor.


Chamavas,


E mergulhei em todo o teu ser


E a vida de novo me davas


Voltei a ser Mulher,


Chamavas,


Murmurando carícias


Afagando-me com delícias


Chamavas,


Enchendo-me de alegria


Vivendo, como último, cada dia


Chamavas,


E teu murmúrio segui


Não posso ser feliz sem ti.


 


 

publicado por igara às 12:52
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Hoje


pescador.jpg


 

Hoje,

Não mentiria,

Ao dizer que te Amo!

 

Hoje,

Ficaria embalada,

Nos teus braços!

 

Hoje,

Exigiria os beijos,

Que me dás e que não sinto!

 

Hoje,

Ficaria envolta,

Nas palavras com que me brindas!

 

Hoje,

Pintaria a tua tela,

Em cores feitas por mim!

 

Hoje,

Temeria o despertar,

Com medo que de tanto te sonhar,

Te pudesse perder, no acordar!
</blockquote>
publicado por igara às 10:10
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005

O QUE É O SONHO

O que é o sonho

Onde o ponho

Porque o estranho

 

Palavra complexa

Que me deixa perplexa

E os sentidos me desperta

 

Um estado de alma

De todo um ser

Que nos dá prazer

E nos arrasa a calma

 

Sonho e arrepio

De loucura e desvario

E depois rio

 

Que raios me partam

Da noite se espantam

Mas os sonhos ficam

 

Gravados na memória

Como uma história

De fama e de glória

Nesta vida irrisória

 

O que é o sonho

Onde o ponho

Porque o estranho

 

@utor: Palavradehonra
publicado por igara às 15:29
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005

Para a minha querida Nizé

Hoje acordei com o pensamento na Nizé! Vou falar-vos dela, para a partilhar um bocadinho….


Nizé entrou na minha vida, pelas mãos do João, tinha eu 13 anos. João era filho de Nizé e meu primeiro namorado. Quando João ma apresentou, Nizé franziu o sobrolho, olhou e disse-me “Eu queria conhecer a menina que arranca o João dos livros”, depois, rasgou um sorriso e acrescentou “gosto de conhecer, quem quer bem ao João!”.


Nesse dia gostei simplesmente da Nizé! Sempre que ela saía para trabalhar e nos deixava sozinhos em casa, fazia questão de deixar bem claro que confiava em nós, e que se nós gostávamos um do outro, jamais faríamos coisas de que nos arrependêssemos. A confiança que ela tinha em nós nunca foi traída, mesmo porque era a primeira vez que alguém confiava em mim, e eu jamais a desiludiria.


Sempre que eu chegava perto da Nizé, dava-lhe um beijo, e enquanto a abraçava perguntava-lhe rindo :- “Nini, será que hoje, ainda gostas de mim?”, ela, quase sempre respondia, que eu era a Índia mais bonita que ela conhecia, e corria, logo de seguida, a fazer os bolos de coco, que faziam as minhas delicias.


Muitas vezes, enquanto o João estudava, eu e a Nizé conversávamos horas a fio. Eu, que desde pequena adorava ouvir histórias, ouvia, sorvia, e deixava-me embalar, pelo som que o mar tinha, nas palavras da Nizé. Falava-me de Luanda, dos seus, de tudo o que deixara para trás, mas falava muito na árvore do seu coração, o Embondeiro, foi pelos olhas dela, que conheci a grandeza do Embondeiro. Cantávamos e dançávamos, tendo sido ela a minha professora de Kizomba, a pessoa que descobriu que eu dançava muito bem, segundo ela fazia questão de dizer a toda a gente.


Nizé foi a negra mais linda que cruzou a minha vida, uma das mulheres mais bonitas e mais meigas e que conseguiu fazer, com que eu com apenas 13 anos, brilhasse todos os dias. Era como uma estrela para mim.


Certo dia de Junho, estando eu à beira de regressar definitivamente a Lisboa, Nizé disse-me que me queria falar. Eu larguei tudo e corri para o colo da Nizé. Estranhamente, os olhos dela não brilhavam como de costume e as rugas da testa estavam mais profundas, o sorriso não era tão grande, e à minha pergunta habitual, ela respondeu de forma diferente: -“ Gosto de ti, como de uma filha!”. Percebi imediatamente, que ela se queria despedir de mim, e o meu coração ficou pequeno…eu andava a adiar aquele momento à tanto tempo, e agora, a frontalidade da Nizé , deixara-me desarmada. Agora era tarde para ser forte, porque as lágrimas corriam copiosamente, e apenas me restava buscar consolo, no ombro da que tinha sido, a mulher mais criança, de que eu tinha memória. Mas Nizé nesse dia, decidira dar-me uma lição de vida, olhou-me nos olhos, pegou na minha mão, como que a pedir a minha atenção, e começou a falar para mim. Esta abordagem era nova, ela havia sempre falado para nós (eu e João), tinha falado dela, dos seus, mas nunca directamente para assuntos relacionados comigo, ela nunca havia falado para mim! Foi então que começou dizendo: “ Na vida, terás que aprender, que a beleza das coisas está em dar e receber! Não adianta dar como tu dás, se o que recebes em troca, é muito pouco. Se achas que eu não tenho razão, pensa comigo. O teu riso, encheu a minha casa, os teus gestos e o teu jeito, encheu o coração do João, a tua ternura, encheu o meu coração de mãe….que tiveste em troca? Muito pouco….merecias muito mais! Sempre que deres farinha,  espera receber em troca pão ou bolo… Sempre que deres sorrisos, tens que esperar receber em troca gargalhadas… Sempre que deres amor, tens que receber, no mínimo, respeito. Não há nada que faças, que não tenha outro gesto como retorno, como tal, cuida que os gestos que fazes, estão de acordo com o que o teu coração quer, porque só assim, ele vais estar preparado para receber o gesto de retorno.”


Muito mais nós falámos nesse dia, entre choros e gargalhadas, mas acabámos por brindar no fim do dia, com bolos de coco e sumo de laranja.


Nesse dia à noite, eu e João descemos à praia, o mar estava calmo, a ondulação esbatia-se mansamente no areal. Sentados à beira mar, olhámos o Mar em redor. João, abraçou-me, beijou-me na testa (segundo ele, era sinal de respeito), conversámos muito tempo, e acabou por me confessar, em tom de brincadeira, que por vezes, tinha a sensação que eu gostava mais da Nizé do que dele. Selei a conversa com um beijo profundo, um daqueles beijos que acontecem sempre à chegada e ás despedidas, um beijo intenso, que nos fez tremer a ambos.


Nesse dia, pela primeira vez, falei ao João dos meus sentimentos, dos meus medos, dos meus desejos, ele, o meu querido João, ouviu-me e respeitou-me e sei que até hoje, me guardou no seu coração, em lugar especial.


Nizé, ficou para sempre nas minhas memória, como sendo a pessoa que mais me fez crescer num dia…Nizé, foi sem duvida a Negra mais linda, que alguma vez conheci!!!!

publicado por igara às 14:34
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005

SONHOS (X)


amor.JPG


Tenho um Amigo que sonha. Talvez por estar na idade dos sonhos.


É o meu melhor Amigo. Não me canso de lho dizer.     


Lembro-me vagamente de já ter sonhado. Sonhado o quê? Já não sei.


O meu Amigo partilha comigo os seus sonhos. Começo a recordar.


Por isso tenho esperança.


Esperança de um dia acordar e assim voltar a sonhar.


O meu Amigo tem cinco anos.


É o meu Filho.


É o meu Heroi.


@utor : XXPIRRO


publicado por igara às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005

Sonhos (IX)

florazul.jpg


Quando se ouve ou lê a palavra sonho, as primeiras coisas que nos vêm à cabeça estão relacionadas com desejos, os sonhos apenas nos transformam esses desejos em imagens, com as quais nós nos deliciamos durante a noite, e muitas vezes nos deliciamos durante o dia. Para mim existem duas frases que traduzem bem o que realmente os sonhos são e passo a citá-las: “ O sonho comanda a vida”; “ Deus pensa o homem sonha e a obra aparece”. Bem poderia escrever linhas e linhas sobre estas duas frases, mas acho que cada um dos que as lê tem a sua própria interpretação das mesmas. Vou apenas fazer referência a uns factos históricos que estão directamente relacionados com os sonhos.


Em primeiro gostava de mencionar o grande Miguel Angelo (não o vocalista dos Delfins) o pintor, escultor, inventor, pois bem este senhor há muitos anos atrás “sonhou” com uma maquina que voasse, e nada mais fez do que tentar passar esse seu sonho, esse seu desejo para a realidade, e realmente sem a ajuda dele provavelmente nos dias de hoje ainda não teríamos aviões (exagero) mas a questão aqui é que ele acreditou nos sonhos dele.


Noutro campo temos o famosíssimo Mather Luther King, quem não se lembra da sua celebre frase “ I have a dream” pois bem e ele acreditou tanto no seu sonho que conseguiu concretiza-lo, acabou com a escravatura nos estados unidos.


 Para terminar os exemplos e para termos a perfeita noção que nem todos os sonhos/desejos são bons, vejamos o caso do tão conhecido Hitler, ele próprio teve um sonho, o de ter uma nação com o chamado povo perfeito e agarrou-se a esse sonho e tentou realiza-lo, felizmente para todos nós (menos para os alemães) ele não conseguiu concretiza-lo. Com esta conversa toda o que eu quero dizer é que devemos todos sonhar, pois isso é que nos dá a energia para viver o dia a dia, devemos sempre tentar alcançar os nossos sonhos, não através da velha máxima de atingir os fins sem olhar a meios, mas tentar porque isso chama-se viver, salvaguardando sempre e fazendo a distinção entre sonhos bons e sonhos maus para não voltarmos a ter uma guerra mundial só porque alguém sonhou com algo que não devia.


@utor: Conhecedor


publicado por igara às 14:10
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

Por favor não me perguntem

diogo.jpg


Por favor não me perguntem,


O que é que eu quero ser,


Quando for grande e crescer!


Posso ser Advogado,


Médico ou Veterinário,


Posso ser um Vendedor,


Padeiro ou Agricultor,


Eu sei é que posso ser,


Tudo aquilo que eu quiser!


Também sei que vou estudar,


Ler e por mim pensar,


Para poder decidir,


Tudo aquilo que vou ser,


Quando for grande e crescer.


Mas agora eu sou menino,


E só sei que quero brincar,


Com o meu irmão João,


Longas horas sem parar!


@utor: Diogo, 7 anos

publicado por igara às 15:42
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Novembro de 2005

PARA TI

CORACAO na praia.jpg


Relembro as tarde de sol, em que andávamos sorridentes pela praia .Aquele beijo no paredão...... e o crepúsculo mais lindo que já vi. Fui até a beira das pedras puxaste-me para trás...


- Vais cair......


E abraçaste-me como quem protege o meu corpo de todos os males do mundo. Abrimos os braços e entregamo-nos ao vento... A tarde caía solene, as águas douradas do mar fascinavam quando reflectidas no verde dos teus olhos. E tu sempre preocupada com os cabelos, que eu despenteava de propósito...a tua carinha com o cabelo desgrenhado é a coisa mais linda que já vi. O barulho das ondas batendo e um “és a melhor coisa que já me aconteceu!" deixa-me sem forças


- Senta-te aqui amor, deixa-me olhar para ti, deixa...


No teu olhar procurei a cor da minha alma. No teu toque encontrei o sentido da vida. No teu beijo entendi o porquê do meu coração bater descompassado...


E já não me importa todo o cliché destas linhas. E já não me importa o que vão pensar. O que me importa, o que me importa de verdade, é ter-te agora ao meu lado, e poder chamar pelo teu nome, e dizer sussurrando bem perto do teu ouvido:


- Amo-te!


@utor: h_sexy

publicado por igara às 14:12
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds