Segunda-feira, 8 de Agosto de 2005

SAUDADES

saudade.jpg


Saudades! Sim...Talvez....e porque não?...


Se o nosso sonho foi tão alto e forte


Que bem pensara vê-lo até à morte


Deslumbrar-me de luz o coração!


 


Esquecer! Para quê?...Ah! como é vão!


Que tudo isso, Amor, nos não importe.


Se ele deixou beleza que conforte


Deve-nos ser sagrado como o pão!


 


Quantas vezes, Amor, já te esqueci,


Para mais doidamente me lembrar,


Mais doidamente me lembrar de ti!


 


E quem dera que fosse sempre assim:


Quanto menos quisesse recordar


Mais a saudade andasse presa a mim!


 


Poema de Florbela Espanca

publicado por igara às 10:42
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anónimo a 19 de Agosto de 2005 às 03:37
susanita,já tou a ficar um cliente habitual do teu estaminé ;-) ...eu tinha perguntado se o poema não seria demasiado forte para mim mas afinal parece que não era caso para tanto,pois ainda estou a escrever estas linhas lol ...Adorei o poema da florbela espanca que acho lindíssimo.todas as pessoas deveriam ler os seus belos poemas,pois retratam o que o ser humano tem de melhor...a sua sensibilidade.Conserva essa energia blogosférica e vai dando notícias... bjinhossoulsearcher
(http://www.hotmail.com)
(mailto:vmiguelmonteiro@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Agosto de 2005 às 12:20
Por vezes queremos esquecer mas a saudade insiste em fazer do passado presente, das recordações idas, torturas actuais. A vida é mesmo assim, não conseguimos mandar no coração e na mente, não conseguimos impor um bloqueio aos nossos pensamentos. Mas é pena, porque assim sofremos mais!

Mas há saudades que surgem e são boas...pensar em boas recordações, risos, cheiros, abraços, beijos...ai saudadeeeeeeeee!Patuskinho76
(http://patuskinho76.blogspot.com)
(mailto:patuskinho76@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 17:42
Adoro F.Espanca. E este poema é mto especial para mim. Bjinhos docesSoninha
(http://www.supergoldenworld.blogs2.sapo.pt)
(mailto:costasoninha@iol.pt)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 15:39
Belo como todos da mesma autora!Pedro
(http:///)
(mailto:cabecadas@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Agosto de 2005 às 14:35
:) belo poema, alias como toda a poesia da Florbela :) Passo
</a>
(mailto:Passodianist@hotmail.com)


De Anónimo a 8 de Agosto de 2005 às 14:35
:) belo poema, alias como toda a poesia da Florbela :) Passo
</a>
(mailto:Passodianist@hotmail.com)


De Anónimo a 8 de Agosto de 2005 às 11:26
Lindoooooooooooooooooo... A Florbela Espanca era um doce de poetisa... Uma das minhas favoritas. Beijos grande e parabéns pela escolha.pataininiti algarvia
(http://bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:pataininiti@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds