Terça-feira, 11 de Outubro de 2005

A Fonte

pb.jpg


Não sei se conhecem umas crónicas que eu acho fantásticas que são publicadas aos sábados na revista GR do JN: "O sexo e a Cidália"...Para quem não conhece deixo aqui o essencial de uma dessas crónicas publicada há umas semanas:


Ela adormeceu meia hora apenas. Acorda em sobressalto e descobre que a cama continua molhada. Com o coração a bater mais depressa, tenta pensar como pode fazer para que ele não perceba o que se passou.


Foi depois do almoço que caiu em tentação, facto que nunca mais poderá remediar (...)


Ela andava a sentir-se estranha. Não é que o sexo com o António não seja bom. Já se conhecem há muito e cumprem o ritual de fim-de-semana, guardando para essa altura a cópula. O prazer dela é uma dormência boa, como se fosse um espirro prolongado. Na verdade, há anos que todos os orgasmos têm a mesma duração, e eles também não treinam para mais. Imaginem que havia um campeonato de orgasmos e passávamos o ano inteiro a treinar para a medalha de ouro.Um teria de superar o outro em busca do recorde...Como estaria Portugal neste campeonato?


Os dela nunca passavam da marca de sempre-e sentia-se bem assim. Ficava com um sorriso doce depois da dormência, e ele olhava para ela com orgulho. Tinham sempre o cuidado de não sujar a cama e depois cada um para o banho! (...)


Foi desde o Verão que ela começou a sonhar com um tipo que faz entregas lá na agência. Ele é musculado, e mesmo no Inverno faz questão de mostrar os braços que tem. Ela começou a achar piada áquilo. Deu por ela absorta no almoço, a pensar como gostaria q aqueles braços fortes a apertassem contra a parede. (...)


Todos os dias chegava a casa e masturbava-se a pensar no homem das entregas.(...) Ao fim dum tempo ela fez com que ele percebesse. Foi ela mesmo a receber dos braços dele um caixote pesado. Tocou-lhe nas mãos desculpando-se, e ele reparou como eram brancas e suaves (..) Na vez seguinte, tornando-se o desejo cada vez mais insuportável, ela ofereceu-lhe um café "ali da máquina" e ele, esperto, disse: " E se fosse num café aqui perto?"


Ela sorriu e foi.As maõzinhas suavam sem parar quando ele entrou com ar triunfante no bar. Ela disse q se sentia mal por estar ali, que os colegas ainda a viam, e ele, outra vez esperto, desafiou-a: "E um sitio mais sossegado?" Ela não conseguiu pensar bem e meteram-se no carro a caminho de casa, onde o António não chegaria tão cedo.


Ele agarrou-a como ela tinha sonhado, com força. E ela deixou-se ir até á cama que antes julgou sagrada. Dos pés à cabeça, ele não deixou nenhuma parte a seco, e de repente ela, quase inconsciente, passou das marcas. Ultrapassou o recordezinho de sempre- e molhou a cama, como nem sabia que um orgasmo podia fazer. Uma fonte de prazer.


Ele foi-se embora como um treinador que vê a sua corredora conseguir a marca desejada. Ela acordou pouco depois na cama molhada, com o António ali tão perto. Quase a chegar. Há recordes que nunca mais se repetem e fazem de nós atletas frustrados. Já vos aconteceu?


 


 

publicado por igara às 10:00
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 12 de Outubro de 2005 às 15:38
Sobre orgasmos femininos acredito que sei pouco. Eu e todos os outros homens. Não é por acaso que somos frequentemente enganados com simulações que julgamos verdadeiras. Mas sobre a traição fieta ao António, quem nunca traiu que atire a primeira pedra. Por mim já decidi,vou passar a fazer entregas em tudo quanro é agência por este país fora. Quem sabe consiga enganar alguém. Um beijinho Susana e desculpa o tom de brincadeira, mas acredito que este assunto é muito mais sério que aquilo que possamos julgar. Acredito que em matéria de sexo, poucas mulheres estejam completamante realizadas com o casamento. Um beijinhoPinochio
(http://www.edenglorioso.blogs.sapo.pt)
(mailto:pinochio@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Outubro de 2005 às 14:37
Ora vamos lá...começo a achar q ng entendeu o texto. o recorde dela foi conseguir um orgasmo molhado, coisa q nunca tinha sucedido. E o frustrante é saber q nunca mais vai conseguir lá chegar (a n ser q volte a trair o marido). Pelo menos, acho q a frustração dela é mesmo essa. Daí a pergunta: "já vos aconteceu?"susana
(http://bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:susana-silva3@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Outubro de 2005 às 14:19
oh pá....este texto deixou-me dividida! Não há nada que me leve a crer que o facto de a cama estar molhada, tenha tido como causa um orgasmo feminino. O texto não é claro nesse sentido, mas também penso que saber de quem foi o orgasmo, é o menos relevante...quanto á questão com que o texto encerra, felizmente, existem pessoas a quem isso não acontece, que não se deixam enredar em malhas complicadas, não tanto pelo acto em si, mas pelos problemas de consciência que uma situação dessas deve trazer. Tal como Callanish (não fosse ele a minha alma gémea) penso que a questão não é mais que tentar encontrar em situações idênticas, alivio ou justificativo para o passo que se deu. De toda a maneira, gostei do texto, fez pensar bastante, e tudo o que nos faz pensar é bom! Beijo prima linda! ::)))igara
(http://www.bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:igara@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Outubro de 2005 às 09:15
bem eu k de orgasmos femeninos n percebo nada so posso dizer q ja li em algumas revistas artigos cientificos q dizem, dizem eles q eu n sei, q as mulheres tb podem e tem orgasmos q molham a cama ... qt a maçã?? bem n sei dizem q a maça do vizinho é sempre mais apetecivel q a mnh .., pois eu tb n sei o meu vinhinho so tem piscina n tem macieiras heheheeh :PPasso
</a>
(mailto:Passodianisto@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Outubro de 2005 às 08:56
Call... O que deu polémica nesta crónica foi o facto de ter havido um orgasmo feminino que molhou os lençóis. Várias pessoas escreveram para a revista a dizer q só podia ser um homem. As mulheres não têm este tipo de orgasmos. Pelos vistos é uma experiência pela qual nem todos passam...
susana
(http://bloguiando.blogs.sapo.pt)
(mailto:susana-silva3@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Outubro de 2005 às 19:16
Não vou comentar a história q publicaste pq me parece igual a tantas outras, mas sim comentar aquilo q realmente me parece importante: a pequena pergunta q surge no fim! "ja vos aconteceu?" A mim esta pergunta soa quase como q um exorcisar de culpa. "ja vos aconteceu? Digam q sim por favor q eu não suporto o peso na consciencia se for a unica neste mundo q sucumbi ao desejo de morder a maçã do eden". Estou errado?...callanish
</a>
(mailto:ze_hemrique@hotmail.com)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds