Quarta-feira, 15 de Junho de 2005

Olhos

olhos.bmp


Se os Olhos são,


Como dizem,


Espelhos do Coração,


Pediria que me olhasses


E neles tu desbravasses,


Esta minha Imensidão!


Não te diria Palavra,


Quase Pouco


Quase Nada


Para que me olhasses então,


No fundo do Coração!

publicado por igara às 16:01
link | comentar | ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 14 de Junho de 2005

Homenagem a Eugénio de Andrade

eugenio-de-andrade.jpg


Adeus

Como se houvesse uma tempestade
escurecendo os teus cabelos,
ou, se preferes, minha boca nos teus olhos
carregada de flor e dos teus dedos;


Como se houvesse uma criança cega
aos tropeções dentro de ti,
eu falei em neve - e tu calavas
a voz onde contigo me perdi.

Como se a noite se viesse e te levasse,
eu era só fome o que sentia;
Digo-te adeus, como se não voltasse
ao país onde teu corpo principia.

Como se houvesse nuvens sobre nuvens
e sobre as nuvens mar perfeito,
ou, se preferes, a tua boca clara
singrando largamente no meu peito.


Em homenagem ao Grande Poeta que foi Eugénio de Andrade, aqui fica um dos seus melhores poemas, com toda a Nossa Saudade.
publicado por igara às 11:32
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 13 de Junho de 2005

SENTIMENTO DO PORTO

 


prom.jpg


Li um artigo sobre o sentimento do Porto e resolvi partilhar este poema escrito por um cirurgião portuense:


Bom Porto


O Porto é sentimento


Emoção edificada sobre granito chuvoso


Relações amizades


Mistura de sabores e gozo


Teia de cumplicidades!


 


Esmagada no interior de um beijo


Cidade de Desejo


O burgo é sentimento


De orgulho e identidade!


Envolvidas em harmonia


Correm as águas do Douro


Calmas, decididas, hesitantes...


Sujas, transparentes, vibrantes!


Sorriso condescendente da Foz


Da virilidade em sintoma


 


Oscilando em ruas da baixa


As contrariedades e a beleza inspiram odor autêntico


História, tradição...lealdade,


Sentimento resignado


Na alegria em sentir um passado,


Nobreza da Cidade!


 


Mas então...


E as gentes?


Com sonhos e vontade


Esses sim o sentimento,


Da verdadeira Cidade!


 

publicado por igara às 09:40
link | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quinta-feira, 9 de Junho de 2005

De mim para o João

sorriso_001[1].jpg


"Mais um poema escrito pelo meu filho, que achei dever publicar aqui."


 


O João é o meu irmão,


É o meu melhor amigo.


Vive em Festa, é brincalhão,


E conta sempre comigo.


 


Eu ensino ao João,


Todas as coisa da escola,


Ele dá-me um abração,


E joga comigo á bola.


 


Na hora da refeição,


Eu ensino-o a comer,


Tudo o que lhe faça bem,


E o ajude a crescer!


 


Mas o que é mesmo bom,


É que antes de adormecer,


Ele olha para mi e diz,


- És um irmão a valer!!!


 


@ Diogo (8 anos)

</blockquote>
publicado por igara às 13:11
link | comentar | ver comentários (6) | favorito

...

Waves2.jpg



Mar, minha Vida


 


Sentada no beiral da minha janela


Sentindo a tua intensa brisa


Não me imagino longe de ti


Nem sem ti imagino a vida


Amigo mar, aqui tão perto


Cheio de cor, de cheiro


Faz-me feliz todos os dias


Acalma meu desespero


Mar amigo, irmão


Meu guardador de segredos


Acalmas meu coração


Suportas meus lamentos


Alegria é ter-te perto


Sentir-te a cada manhã


Olhando-me e dizendo:


“Vive amiga, irmㅔ


Sorris as minhas alegrias


Quando acordas azul brilhante


Atenuas minhas tristezas


Com o teu ar cintilante


Espero ver-te todos os dias


Até o meu coração parar


Para saber que tenho sempre


Um amigo com quem contar.

publicado por igara às 11:33
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 8 de Junho de 2005

...

homemmulher.jpg



Olha para mim, Amor


Olha para mim, Amor


Olha mais fundo na minha Alma,


Olha por um segundo


mais nada.


Olha para mim, Amor


Sente o meu vibrar


na ânsia de te abraçar


na angústia de te perder.


Olha para mim, Amor


Conta-me a tua vida


torna-a menos sofrida


comigo podes sonhar


Olha para mim, Amor


o medo que sentes hoje


eu posso atenuar


descansa nos meus braços


e deixa-te enlevar


Olha para mim, Amor


toda eu sou paixão


tentando estender-te a mão


para nunca mais largar


Olha para mim, Amor


sem ti não sei viver


sem ti não sei amar


sem ti não sei sonhar


Olha para  mim, Amor


olha mais fundo na minha alma


olha por um segundo e verás


que sem ti sou Nada.

publicado por igara às 16:36
link | comentar | ver comentários (5) | favorito

A meu Filho Diogo


Amor.bmp


 


Chega aqui perto de mim,


Vem! Dá-me a mão!


Não navegues á deriva, só, perdido


Pois no Porto que é meu coração,


Tenho muito espaço para ti,


Eu dou-te Abrigo!


Põe a tua cabeça no meu Peito,


Deixa-me envolver-te num Abraço


Deixa-te dormir neste meu Leito,


Deixa-te vencer pelo cansaço.


Então vou beijar esse teu Rosto,


Secando cada lágrima caída.


Não quero que sofras por desgosto,


Pois tu és a minha Luz...


A minha Vida!

publicado por igara às 14:21
link | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 7 de Junho de 2005

Escusas de Vir!

rosa.jpg


Escusas de Vir!


 


Escusas de Vir,


Deambulando nas palavras


Enchendo o meu coração de sonhos!


Escusas de Vir,


Tocar a minha pele


Como se continuasse a ser tua!


Escusas de Vir


Beijar os meus lábios


Tentando calar a minha Alma!


Escusas de Vir,


Envolver-me nas mentiras


Que cegamente me prendiam a ti!


O meu coração já não te sonha!


Meu corpo só a mim pertence!


A minha Alma te diz,


Que o meu coração não te mente!


Por isso...


Parte para sempre,


Escusas de Vir!

</blockquote></blockquote>
publicado por igara às 16:44
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 6 de Junho de 2005

Nostalgia

Fui um bocado abaixo depois do meu último post, "Sinto Falta de Nós!"

Pensar no que já fui e já senti deixou-me num estado nostágico. Remexer no passado usualmente acaba assim...

E nunca se volta ao que se era...Uma relação quando se quebra é como um prato que, inadvertidamente escorrega das nossas mãos e se desfaz em pedaços. Podemos tentar colá-lo com a melhor cola do mundo, mas as marcas vão ficar lá...bem visíveis, para sempre... o prato jamais voltará a ser o mesmo...faltará sempre um pedacinho, por minimo que seja...

Gostei de ler os comentários e sentir que quem leu não ficou indiferente. Fiquei surpreendida, confesso. O Pinochio, que por sinal não conheço, conseguiu ir para além das minhas palavras...

É bom saber que de vez em quando nos conseguem ler a alma e entendê-la...
publicado por igara às 18:55
link | comentar | ver comentários (8) | favorito

Afectos

mamaebb.jpg


 


Surgiste inesperadamente


Em minha vida,


Vindo não sei de onde,


De que lugar,


Falaste num tom meigo


E docemente,


Nesse teu mundo,


Me deixaste entrar!


Nada eu te pedira,


Num momento,


Nada te omitia,


E sem esperar,


Vi surgirem


Rasgos de sorrisos


Que poucos ousariam,


Conquistar.


Depois fomos crescendo


Nos afectos,


Aumentando ainda mais


Essa partilha,


Em que o sorriso valia


Mil palavras,


Em que o teu sorriso


Era a minha vida.


Momentos houve


Em que te não via


Em que tu e tudo


Me parecia ausente.


Bastava imaginar


O teu sorriso,


Para te ter aqui...


Sempre presente!!

publicado por igara às 18:23
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds