Segunda-feira, 8 de Agosto de 2005

SAUDADES

saudade.jpg

Saudades! Sim...Talvez....e porque não?...


Se o nosso sonho foi tão alto e forte


Que bem pensara vê-lo até à morte


Deslumbrar-me de luz o coração!


 


Esquecer! Para quê?...Ah! como é vão!


Que tudo isso, Amor, nos não importe.


Se ele deixou beleza que conforte


Deve-nos ser sagrado como o pão!


 


Quantas vezes, Amor, já te esqueci,


Para mais doidamente me lembrar,


Mais doidamente me lembrar de ti!


 


E quem dera que fosse sempre assim:


Quanto menos quisesse recordar


Mais a saudade andasse presa a mim!


 


Poema de Florbela Espanca

publicado por igara às 10:42
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds