Terça-feira, 31 de Janeiro de 2006

...


entardecer.jpg

Sempre, aos domingos.

Abraçados, eu e estes restos de tarde

num conluio de silêncios a espreitar

do fogo e do azul a folia.

Queda-se ainda o olhar turvo

na fresta do sobejo do dia

à hora do manto da rainha.

Muito ao longe, dobram os sinos

pela morte do dia, e nós aqui,

de coração atado entre-portas,

enfiamos contas incertas e floridas

no colar de nós de tempo.

Estremece a fé nestas horas de lume e prata

e contudo, incorpóreos,

desfiamos o rosário da vida.

No chão de urze das almas inquietas

chovem às vezes pétalas de ternura

oferenda de um resto de Deus

para o caminho.....onde as mãos

se abrem a outras mãos,

e são lenha a crepitar na fogueira,

a oração muda entoada num só peito.

Antes da palavra, rolará uma lágrima

pelo abraço que se sabia.

Antes da Palavra e do Verbo

as almas cansadas pisarão o mosto,

amassarão o sonho..

e no silêncio cumprirão a profecia!

À mesa sempre posta da vida...levarão o pão e o vinho.

 

 

 Autor@: Dolce-Fare-Niente
</blockquote>
publicado por igara às 11:54
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Mudei-me!!!!!

. Ora bem.....

.

.

.

.

.

.

.

.

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds